Brasileirão Série B

Santa Cruz vence, chega perto do G-4 e afunda Mogi Mirim entre rebaixáveis

8/11/2015 10:23:00 PMReginaldo Júnior

Paulistas abriram o placar com Geovane, mas não seguraram tricolores, que passaram à frente com Grafite e Aquino, em noite de muita chuva no Recife




A vitória era necessária para ver o G-4 da Série B mais próximo. Foi como estava no planejamento do Santa Cruz. Após levar um susto no primeiro tempo, o time pernambucano venceu o Mogi Mirim, de virada, por 2 a 1, e agora está a três pontos do grupo de elite da Segundona - é o sétimo, com 28 pontos. Já o Sapão, que não vence há quatro confrontos, afundou-se na zona de rebaixamento, encontrando-se na vice-lanterna, com 15.
Grafite e Anderson Aquino, de pênalti, fizeram para os donos da casa, em noite de muita chuva na capital pernambucana e gramado do Arruda encharcado. Geovane, para os paulistas, abriu o marcador.

O Santa Cruz não terá muito tempo para descansar até o próximo desafio. Na sexta-feira, enfrenta o Vitória, no Barradão, às 19h. No caso do Mogi Mirim, os paulistas tem confronto marcado em casa, no sábado, às 21h, no Romildo Ferreira, com a perspectiva de ganhar o reforço do pentacampeão mundial Rivaldo.

Grafite Santa Cruz (Foto: Marlon Costa / Pernambuco Press)Grafite fez o primeiro e abriu o caminho para a virada do Santa Cruz no Arruda (Foto: Marlon Costa / Pernambuco Press)

Era um Arruda bem diferente do que viu Grafite estrear e fazer o gol da vitória sobre o Botafogo, no último sábado. Muito longe de ter 44 mil pessoas, o estádio ia enchendo e parecia que a falta de barulho deixou o Santa Cruz sonolento. O Mogi, então, se aproveitou disso. Aos 13 minutos, Tiago Cardoso fez uma bela defesa em chute de Serginho dentro da área, mas a bola sobrou para Geovane completar.

Seis minutos depois, Grafite empatou o placar. Em sua segunda finalização na partida, o atacante se antecipou ao goleiro Mauro e marcou de cabeça. Aí os tricolores se soltaram. Aos 28, Lelê sofreu pênalti e Anderson Aquino converteu, virando o placar. Àquela altura, o time paulista não assustava. Granfite ainda perdeu uma boa oportunidade antes do apito selar o fim do primeiro tempo.

Segundo tempo

Na volta do intervalo, a impressão era que os dois times deixaram a energia nos vestiários. O segundo tempo cansado, passou se arrastando. Para piorar, uma chuva forte deixou o gramado do Arruda pesado, dificultando na criação de jogadas, que já não era boa nem para Santa Cruz, nem para Mogi Mirim. Marcelo Martelotte e Sérgio Guedes tentaram dar maior ofensividade, mas o esforço foi em vão. Chances claras? Só um chute para fora de Luisinho, cara a cara com o goleiro Mauro, após passe perfeito de Grafite. Se o panorama não mudou, melhor para os pernambucanos, que engataram a segunda vitória consecutiva nos seus domínios.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.