Brasileirão Série A

Na estreia de Ronaldinho, Fluminense bate o Grêmio e dorme no G-4

8/01/2015 08:28:00 PMReginaldo Júnior

R10 joga 90 minutos e inicia jogada do gol de Marcos Júnior, o único da vitória do Flu sobre os gaúchos. Cariocas pulam para 3º, mas podem ser ultrapassados no domingo




Na estreia de Ronaldinho Gaúcho, o Fluminense bateu o Grêmio por 1 a 0, na noite deste sábado, no Maracanã. Com o resultado, o Tricolor carioca ultrapassou o gaúcho e pulou para o terceiro lugar com 30 pontos, mas ainda pode sair do G-4 neste domingo, no complemento da rodada, caso Palmeiras e Sport vençam seus jogos (contra Atlético-PR e Cruzeiro, respectivamente). Já o Grêmio, a três partidas sem vencer, caiu para sétimo e ainda pode perder uma posição neste domingo, caso o Furacão vença o Verdão em São Paulo.
O jogo teve dois tempos distintos. No primeiro, muito equilibrado, o Grêmio chegou a ter mais posse de bola (57% contra 43%). No segundo, com a expulsão de Walace logo aos quatro minutos, por falta em Marcos Júnior, foi ataque contra defesa, com o Fluminense pressionando muito atrás do gol - que saiu com o próprio Marcos Júnior, aos 31. O Tricolor gaúcho ainda perdeu um gol incrível aos 43, com Pedro Rocha, numa jogada em que os gremistas reclamaram um pênalti não marcado de Wellington Paulista em Edinho.

Ronaldinho ficou em campo os 90 minutos. Na maior parte do jogo, sua atuação foi discreta. Na primeira etapa, como jogador mais adiantado do Flu, ficou preso entre os zagueiros e nada produziu. Na segunda, com a superioridade numérica e a presença de Wellington Paulista, Marcos Júnior e Magno Alves juntos, voltou ao meio-campo para tentar armar o time. Errou bastante - foram dez passes errados, mais do que qualquer outro jogador em campo. O estrante da noite ainda levou cartão amarelo em Pedro Geromel. Mas acabou se mostrando decisivo, ao iniciar a jogada do gol da vitória do Flu - foi de Ronaldinho o lançamento para Wellington Paulista, de cabeça, deixar Marcos Júnior em condições de marcar.

– Foi importante demais estrear com vitória, ficar perto da zona dos quatro primeiros. Estou muito feliz, queria suportar os 90 minutos, não sabia se iria conseguir, mas consegui. Estou muito feliz, queria muito estrear com vitória – disse Ronaldinho Gaúcho.

O público foi de 27.842 pagantes (33.288 presentes), com renda de R$: 1.257,250.

fluminense, grêmio, maracanã (Foto: Marcelo De Jesus)Ronaldinho cai após disputa com Walace e Schuster, com Geromel na sobra (Foto: Marcelo De Jesus)
Na próxima rodada, o Fluminense, sem Jean (que levou o terceiro amarelo), encara o Avaí na Ressacada, sábado, às 18h30. Já o Grêmio faz o clássico gaúcho contra o Internacional, domingo, em casa, também às 18h30 (Walace, suspenso pela expulsão, é desfalque certo).

O jogo

O Grêmio foi quem tomou a iniciativa do jogo. Com dez minutos, somava 69% da posse de bola. Sem Giuliano, porém, Douglas parecia sobrecarregado na armação. E, aos poucos, o Fluminense foi se afirmando em campo. Em seu melhor momento, aos 22 minutos, o time carioca teve duas chances para marcar no mesmo lance - primeiro com Gerson e depois com Marcos Júnior. O Grêmio respondeu três minutos depois, em escanteio: Erazo cabeceou livre, Cavalieri fez excelente defesa e a bola ainda bateu no travessão.

Ronaldinho Gaúcho não parecia nem sombra do jogador que já foi. Sem nenhuma mobilidade, foi mero figurante durante os 45 minutos iniciais. Posicionado como o homem mais avançado do Flu, aceitou a marcação dos zagueiros e pouco produziu. Nas raras vezes em que tentou algo, errou - foram seis passes errados (só Breno Lopes, com sete, teve mais erros nesse período). O único bom momento de R10 foi numa cobrança de falta quase da intermediária, em que mandou direto para o gol e quase surpreendeu Tiago - num lance que lembrou o gol contra a Inglaterra, na Copa do Mundo de 2002, em cima do goleiro David Seaman. O primeiro tempo acabou com seis finalizações para cada lado, mas com mais posse de bola do Grêmio (57% contra 43%).

Na volta do segundo tempo, Ronaldinho tentou ajudar mais no meio-campo. E melhorou consideravelmente. A tarefa foi facilitada após a expulsão de Walace - o volante gremista tomou o segundo amarelo numa dividida com Marcos Júnior, aos 4 minutos. O técnico Roger, suspenso, orientou do camarote seu auxiliar James Freitas a colocar Edinho no lugar de Schuster, para repovoar o setor de marcação à frente da zaga. Na sequência, Enderson Moreira colocou o centroavante Wellington Paulista no lugar do lateral Breno Lopes. Virou jogo de ataque contra defesa.

Demorou ainda 27 minutos para o Flu, com um homem a mais, abrir o jogo. Ronaldinho lançou Wellington Paulista, que acertou a "triscadinha" de cabeça deixando Marcos Júnior em condições de receber com tranquilidade, driblar o goleiro Tiago e mandar para a rede, aos 31. O R10 ainda deu um bom passe para Magno Alves marcar o segundo, mas o Magnata acabou perdendo a chance.

O Grêmio, por sua vez, teve uma oportunidade incrível de empatar a partida no fim. Aos 43, em bola alçada na área, Pedro Rocha ficou cara a cara com Diego Cavalieri, mas mandou por cima. No lance, os gremistas reclamaram um pênalti não marcado de Wellington Paulista em Edinho.
Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.